Operadora tem folga à frente das rivais na banda larga móvel no 4º trimestre de 2021. Ookla diz que iPhone 13 é o celular mais rápido e que Brasília é a capital com maior proporção de acessos de alta velocidade

A empresa de comparação de desempenho de conexões Ookla divulgou hoje, 18, dados referentes ao quarto trimestre de 2021 no Brasil coletados na plataforma Speedtest. As estatísticas para o segmento de banda larga móvel mostram que a Claro se destaca com folga das rivais.

A Claro registra nota de 48,10 em velocidade. Esta nota é feita com base na velocidade de download, que representa 80%, e do download (os outros 20%). Além disso, usa-se dados de 20% dos acessos mais lentos, 60% dos medianso, e 20% dos mais rápidos.

As concorrentes ficam bem atrás, em razão da posse de menos espectro do que a Claro. A Vivo ocupa a segunda posição no ranking da Speedtest, com nota de 31,96. Depois vem a TIM, com nota 28,27. E finalmente a Oi, com 21,64.

Em termos de latência, no entanto, o ranking muda. A TIM regista a latência mediana mais baixa, de 27 milissegundos. Depois vem a Claro, com 28 ms; a Vivo, com 30 ms; e a Oi, com 32 ms.

QUALIDADE DOS ACESSOS MÓVEIS E 5G

A Ookla também mediu no quarto trimestre o que chama de consistência do serviço. No caso, afere quantos dos pacotes de dados são entregues dentro dos requerimentos mínimos de qualidade esperada da rede.

A média de consistência da Claro foi de 88,7% dos dados transmitidos a pelo menos 5 Mbps. Também o melhor desempenho entre as operadoras do país. Em seguida veio a TIM, com 84,7%; a Vivo, com 84,3%; e a Oi, com 75,1%.

O Speedtest também registrou dados de desempenho de redes 5G no país. Para este quesito, verificou a mediana da velocidade dos acessos de quinta geração, ainda que na modalidade DSS. Novamente a Claro, detentora de mais espectro, destaca-se. A empresa tem mediana de velocidade no 5G de 71,16 Mbps. A TIM tem de 56,21 Mbps. E a Vivo, de 55,95 Mbps.